Osso duro de roer

outubro 19, 2007

Tropa de Elite continua dando o que falar. Já fizeram funk e uma peça publicitária hironizando a estréia, digamos, precoce do filme.

tropa.jpg

Independente da classe social, as palavras BOPE, favela e traficantes, nunca foram faladas com tanta propriedade.

O problema é que a sociedade não se atenta para o real problema. A pobreza, a desigualdade social, a vida massacrante que pobre tem no Brasil. Por outro lado, a dura realidade das autoridades policiais, os baixos salários, a corrupção.

As pessoas cantam as músicas, falam das cenas, consomem o filme como um produto pop. Os celulares de muitos jovens já têm como toque musical uma das músicas tema do filme, cantada pelo MC Cidinho e MC Doca. “Escuta só cara, que legal o meu novo ringtone”. Devem dizer. Mal sabem (ou param para perceber) que a letra é um simples retrato do confronto entre traficantes e (o agora famoso) BOPE. Nos mínimos detalhes.

Me preocupa os caminhos do Brasil. Ainda mais quando podemos ver que a ficção está muito próxima da realidade.

Não vi o filme. Estou esperando os melhores dias para ir ao cinema. Depois do frenezi inicial, ir sem fila e com tranquilidade. Tentar consumi-lo de uma forma diferente.

Cores vivas

agosto 30, 2007

Uma batida meio funk, as vezes um rock ou se você preferir um toque de jazz. Em certos momentos, eu acho que Living Colour, banda nova iorquina, se assemelha ao Alice in Chains. Mas indo mais a fundo na discografia desta banda que nasceu nos anos 80, a gente percebe que a bagagem deles vai um pouco além.

Apesar de só possuir integrantes negros, o nome Living Colour nada tem a ver com isso. Ele foi extraído de uma vinheta da rede de TV norte-americana NBC: “The following program is brought to you in living colour” (O próximo programa é trazido até você em cores vivas).

Em 1994, o guitarrista Vernon Reid decide não tocar mais com os caras, que resolvem acabar com a Living Colour. Mas, para o alívio de seus milhares de fãs, em 2001 ele retornaram seus trabalhos com força total.

Destaque para o álbum de 2003 Collideoscope, com couvers de AC DC e Beatles, e Praid, de 1995. Deste último, você confere uma apresentação dos caras no programa do Jô, com a música Love Rears Its Ugly Head.

* Curiosidade: Mick Jagger, dos Rolling Stones, foi um dos que ajudaram a banda a conseguir sua primeira gravadora. O vocalista dos Stones ficou tão impressionado com o som, que não exitou em indicá-los para a Epic Records.