Maria Rita se encontra com o samba.
http://musica.terra.com.br/interna/0,,OI1906314-EI1267,00.html

Djavan contra os impostos
http://musica.terra.com.br/interna/0,,OI1912850-EI1267,00.html

Engenheiros do Hawaii em Novos Horizontes
http://www.lamaior.com.br/Artigos/testehawaii

Acústico MTV Paulinho da Viola deve chegar em outubro
http://www.lamaior.com.br/Artigos/paulinho_da_viola_lancara_acustico_mtv

Yamandu Costa e Dominguinhos em grande parceria
http://showlivre.uol.com.br/videos.php?video_id=26543&conteudo_id=7312&eventoId=2845&video_aberto=S

Afro-samba

setembro 13, 2007

powell_bade_afrosamba_101b.jpg

Como “Chega de Saudade” de João Gilberto se transformou em um divisor de águas na bossa nova, o disco “Os afro-sambas” de Baden Powell e Vinícius de Morais se transformou em um marco brasileiro do samba.

A combinação de instrumentos usados no Candomblé e na Umbanda (atabaques e afoxés) com alguns tipicamente brasileiros (agogô, saxofones e pandeiros) trouxe a tona uma musicalidade única, uma melodia forte, unindo de uma maneira diferente as características afro-brasileiras.

Pela ficha técnica do disco (via Som Barato) a gente consegue ter uma pequena idéia dessa confluência de ritmos:

* Produção e direção artística: Roberto Quartin e Wadi Gebara
* Técnico de gravação: Ademar Rocha
* Contracapa: Vinicius de Moraes
* Fotos: Pedro de Moraes
* Capa: Goebel Weyne
* Arranjos e regência: Maestro Guerra Peixe
* Vocais: Vinicius de Moraes, Quarteto em Cy e Coro Misto
* Sax tenor: Pedro Luiz de Assis
* Sax barítono: Aurino Ferreira
* Flauta: Nicolino Cópia
* Violão: Baden Powell
* Contrabaixo: Jorge Marinho
* Bateria: Reisinho
* Atabaque: Alfredo Bessa
* Atabaque pequeno: Nelson Luiz
* Bongô: Alexandre Silva Martins
* Pandeiro: Gilson de Freitas
* Agogô: Mineirinho
* Afoxé: Adyr Jose Raimundo

A mistura por si só, não poderia sair com tanta qualidade se não fosse feita por dois personagens importantes para a música popular brasileira, como Baden e Vinícius. O primeiro era um violonista espetacular, que explorou instrumentos de forma profunda e radical. O segundo foi um dos maiores poetas-músicos do mundo, que viveu a vida intensamente e conseguiu retratar esta intensidade em seus vários trabalhos. Tempos bom, que (eu acho) não volta nunca mais!