Osso duro de roer

outubro 19, 2007

Tropa de Elite continua dando o que falar. Já fizeram funk e uma peça publicitária hironizando a estréia, digamos, precoce do filme.

tropa.jpg

Independente da classe social, as palavras BOPE, favela e traficantes, nunca foram faladas com tanta propriedade.

O problema é que a sociedade não se atenta para o real problema. A pobreza, a desigualdade social, a vida massacrante que pobre tem no Brasil. Por outro lado, a dura realidade das autoridades policiais, os baixos salários, a corrupção.

As pessoas cantam as músicas, falam das cenas, consomem o filme como um produto pop. Os celulares de muitos jovens já têm como toque musical uma das músicas tema do filme, cantada pelo MC Cidinho e MC Doca. “Escuta só cara, que legal o meu novo ringtone”. Devem dizer. Mal sabem (ou param para perceber) que a letra é um simples retrato do confronto entre traficantes e (o agora famoso) BOPE. Nos mínimos detalhes.

Me preocupa os caminhos do Brasil. Ainda mais quando podemos ver que a ficção está muito próxima da realidade.

Não vi o filme. Estou esperando os melhores dias para ir ao cinema. Depois do frenezi inicial, ir sem fila e com tranquilidade. Tentar consumi-lo de uma forma diferente.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: