Osso duro de roer

outubro 19, 2007

Tropa de Elite continua dando o que falar. Já fizeram funk e uma peça publicitária hironizando a estréia, digamos, precoce do filme.

tropa.jpg

Independente da classe social, as palavras BOPE, favela e traficantes, nunca foram faladas com tanta propriedade.

O problema é que a sociedade não se atenta para o real problema. A pobreza, a desigualdade social, a vida massacrante que pobre tem no Brasil. Por outro lado, a dura realidade das autoridades policiais, os baixos salários, a corrupção.

As pessoas cantam as músicas, falam das cenas, consomem o filme como um produto pop. Os celulares de muitos jovens já têm como toque musical uma das músicas tema do filme, cantada pelo MC Cidinho e MC Doca. “Escuta só cara, que legal o meu novo ringtone”. Devem dizer. Mal sabem (ou param para perceber) que a letra é um simples retrato do confronto entre traficantes e (o agora famoso) BOPE. Nos mínimos detalhes.

Me preocupa os caminhos do Brasil. Ainda mais quando podemos ver que a ficção está muito próxima da realidade.

Não vi o filme. Estou esperando os melhores dias para ir ao cinema. Depois do frenezi inicial, ir sem fila e com tranquilidade. Tentar consumi-lo de uma forma diferente.

Anúncios

Quer pagar quanto?

outubro 17, 2007

Foi a pergunta feita pelos membros da banda Radiohead. Em uma atitude inédita, os caras colocaram o mais novo CD In Raibows à venda no site da banda, pelo preço que o usuário achar que vale. Isso mesmo. $1, $2, $5, nada? Você pode.

Acho que isso reflete um pouco a descrença que, inclusive os artistas, andam com a indústria fonográfica. Uma idéia diferente ou uma ação que acompanha as mudanças do mercado?

Essa notícia me fez lembrar do belo vídeo em que Nico Di Mattia ilustra o rosto de Thom York, vocalista do Radiohead, ao som de Street Spirit.

queen.jpg

E os escolhidos foram os caras do Queen. Isso. O melhor video clipe da história é da música “Bohemian Rhapsody”.

As manchetes estampam exatamente isso: O melhor vídeo clipe da história. Um tanto quanto sensacionalista. A pesquisa foi realizada pela revista britânica “Q”. Você foi consultado? Não? É simples. A amostra atingiu (apenas) 1051 pessoas, claro, das terras inglesas.

Um resultado de certa forma tendencioso. A popularidade do Queen nas bandas de lá supera qualquer mega sucesso. Qualquer mesmo. Thriller, de Michael Jackson, ficou em segundo lugar.

Um pecado. Tanto pela representatividade de Thriller para o mundo da música, quanto pela sua produção, roteiro, etc. Matam a pau.

do-the-evolution.jpg

Um clipe como To the Evolution, do Pearl Jam, ficar fora de qualquer seleção como essa, também demonstram que essa pesquisa não quer dizer nada. Ou quase nada.

O quinto lugar ficou com a música “A Million Ways” da banda OK Go. Está aí um forte exemplo do poder que a internet tem de transformar desconhecidos em celebridades. OK Go pintou nas paradas de sucesso com o inusitado clipe Here It Goes Again. Um hit no You Tube com mais de 23 milhões de views.

Faz a diferença

outubro 3, 2007

Trilha é o que não andou faltando aqui no blog. Gosto de destacar esse tema, pois a sonoridade na propaganda, TV, cinema, etc, faz a diferença. Tira a monotonia de uma cena e transforma em algo animado. Consegue que as pessoas se recordem de algum trecho que a princípio passaria despercebido.

O que seria de Quentin Tarantino sem a marcante trilha sonora que o diretor de cinema impõem aos seus filmes? Ou os longas do boxeador Rocky com sua famosa música? Star Wars? Indiana Jones?!

O que seria dos leites Parmalat e seus bichinhos de estimação? Do Guaraná Antártica e a pipoca na panela?

A Folha de S.P. está veiculando uma propaganda (criação da África) para divulgar os dvd´s de clássicos do Jazz que vai passar a vender junto com o jornal.

Não é só a trilha que se destaca. O final do VT fecha com a ótima música Cantelope Island (música marcante no mundo do jazz). O mais interessante é o diálogo dos atores. A voz deles foi “substituída” por instrumentos. Extremamente musical.

Trilha

outubro 1, 2007

Fiat Punto

Banda: Shout Out Louds
Música: Shut your eyes

Trilha

outubro 1, 2007

Banda: Sick Puppies
Música: All the same

Os Mutantes – Balada do Louco
http://br.youtube.com/watch?v=AToNguPlXIw

Caetano Veloso – Alegria, Alegria
http://br.youtube.com/watch?v=MmzNNp6zOJc

João Gilberto – O Pato
http://br.youtube.com/watch?v=8qMV3c56vnw

Chico Buarque – Morena de Angola
http://br.youtube.com/watch?v=cb97c4XuDJg

Los Hermanos – O Vento
http://br.youtube.com/watch?v=3ceck8hp0EM

Móveis Coloniais de Acaju – Cheia de Manha
http://br.youtube.com/watch?v=26jyb6s1sQY

VMB 2007

setembro 28, 2007

Como no VMA, o VMB 2007 deu mais espaço a música. Sem muito falatório, com muitos shows e apresentações em um palco separado.

(cobertura completa – http://mtv.uol.com.br/)

A própria programação da emissora já dava sinais de mudanças interessantes. O fato dos vídeo-clipes não serem mais o carro chefe da programação, dando mais espaço para programas com verdadeiro conteúdo (mais uma vez valorizando a música) mostram que a MTV continua com suas características de vanguarda, inovando, ditando tendências e transformando conceitos em atitudes.

Até aí, tudo ótimo. O problema reside do outro lado da telinha. A TV é reflexo dos seus telespectadores. Considerar um programa ou emissora ruins é transferir essa crítica para os que dão audiência a elas.

Apesar da MTV (na minha opnião) não se encaixar nesse produto de baixa qualidade, a principal premiação do VMB refletiu como a audiência anda escutando coisa ruim.

A principal premiação da noite (artista do ano) foi para a banda NXZero, com a música Razões e Emoções. Também reflexo de uma cultura norte-americana: emo. Seguindo a linha de bandas como Fall Out Boys e Panic! At the Disco. Onde está a grande composição? Um conjunto de acordes bacana? É só um lixo musical que a indústria fonográfica anda jogando em cima dos jovens. NXZero bater D2, Skank, Lobão e Cachorro Grande é demais para mim (eu dispensaria da lista os gagás do Capital Inicial, os repetitivos do Charlie Brown, o pop chato do Jota Quest, os nervosinhos do CMP22 e até a bonitinha da Pitty).

Já ouvi alguns profetizarem que a música irá acabar. Sou contra. Não concordo. Mas, fatos como esse, fazem com que até os mais fiéis a utopias, passem a ser descrentes.

* votação pessoal: estes, sim, deveriam ter ganhado o prêmio de artistas do ano!

Digitalism

setembro 27, 2007

digitalism.jpg

Em outubro, acontece em São Paulo o Nokia Trends Mob Jam. Dia 6, quem pinta nas praças tupiniquins é a dupla de DJ´s alemães Digitalism.

O repertório dos caras (Jens Moelle e Ismail Tuefekci) traz uma mistura de eletrônica com um indie rock. Eles foram montando seus alicerces no mundo da música através de singles e muitos remixes. Em 2004, a dupla estourou com o single Idealistic. Em 2005 e 2006 eles vieram, respectivamente, com Zdarlight e Jupiter Room.

música: Zdarlight

Remixando para o Daft Punk (em quem eles se inspiram bastante) e já consagrados como Depeche Mode, The Cure e Klaxons, a dupla alemã saiu dos fundos de uma loja de discos em Hamburgo para o mundo.

Gostos variados e um início de trabalho desprentecioso (o dono da loja de disco sugeriu a seus funcionários a começarem a trabalhar como DJ´s em bares) onde os dois puderam usar e abusar de misturas, criaram um dos grandes nomes da eletrônica nos dia de hoje.

AQUI e AQUI você pode conferir os outros singles.

www.festivaldeviolao.com.br

festival.jpg

Trilha

setembro 25, 2007

Banda: Franz Ferdinand
Música: The Fallen

Comercial de uma TV Belga – PLUG TV – que é direcionada ao público jovem. O Jesus doidão já deve ter gerado as devidas críticas pela Igreja Católica.

Mano Brown no Roda Viva

setembro 25, 2007

“Mano Brown diz que a pirataria é algo incontrolável, e que tem `diversos amigos no ramo´. Para ele, o ambulante que vende seus discos piratas funciona como uma rádio, que divulga sua música sem que ele receba nada em troca. `pirataria me dá notoriedade´.”

* Agora, o programa Roda Viva tem um portal na internet. AQUI. Lá, estarão disponíveis vários programas transmitidos nos últimos anos. Destaque para a entrevista com Oliveiro Toscani, polêmico fotógrafo italiano, responsável por campanhas publicitárias da Benetton.

O nu de Alicia

setembro 24, 2007

A atriz Alicia Silverstone é protagonista da nova campanha publicitária da PETA (People for the Ethical Treatment of Animals). Uma organização que luta por um tratamento mais humano aos animais e, consequentemente, contra contra o consumo de carne.

Um comercial que anda dando o que falar. Alicia aparece nua em toda a campanha (clica AQUI e veja o vídeo)

Um assunto importante e que deve ser amplamente discutido. A globalização e a era do consumismo desenfreado fizeram com que questões relacionadas ao meio-ambiente, animais, etc, viessem a tona com força total.

Mas a atriz hollywoodiana já mostrou seus “dotes” em outras ocasiões. E não foi só. Juntamente com Liv Tyler, bela filha da fera Steven Tyler, vocalista do Aerosmith, as duas beldades protagonizaram um clipe para a banda.

Banda: Aerosmith
Música: Crazy

F.F.

setembro 24, 2007

Nos acepipes do final de semana, o clipe que rodou aqui no blog foi do Foo Fighters.

A banda do vocalista Dave Grohl (ex-bateirista do Nirvana) lançou um novo CD e um clipe para o single The Pretender. Confere aí.

Mini-seleção para um final de semana mais feliz (e musical):

Red Hot Chilli Peppers – Give It Away

Green Day – Good Riddance (Time of your life)

Arctic Monkeys – I Bet You Look Good On The Dancefloor

Cachorro Grande – Que Loucura

Tianastácia – O Grito

Barão Vermelho – Bilhetinho Azul

Los Hermanos – O Vencedor

Dead Fish – Queda Livre

E o ótimo clipe do Foo Fighters – Breakout